Bomba de Engrenagem

Bomba de Engrenagem Interna, é extremamente utilizada nos mais diversos segmentos da indústria, com muito sucesso.

 

Aplicações:

Transferência e dosagem de produtos com baixa viscosidade (1 cPs) e alta viscosidade (50.000 cPs), com elevada temperatura (até 300 °C), nos mais diversificados ramos da indústria, onde a confiabilidade é primordial para o processo.

Bombas de Engrenagem Interna

A bomba de engrenagem interna, está presente em diversos segmentos da indústria química, de tinta, de papel e celulose, da farmacêutica, de cosméticos, de bebidas e alimentos entre várias outras, transferindo inúmeros produtos, como:

Hotmelt, Acetona, melaço, alcatrão, asfalto, betume, tinta, chocolate, colas, corantes, detergentes, adesivo, formol, gasolina, glicerina, glucose, gordura vegetal, isocianato, melaço, óleo combustível, óleo diesel, óleo lubrificante, óleo térmico , piche, polímeros, poliol, querosene, resinas, sabão, breu.

Bombas de Engrenagem Interna

Características:

  •  Variedade de aplicações, sendo possível bombear: produtos com presença de sólidos, abrasivos, de alta viscosidade e baixa viscosidade, corrosivos e com elevadas temperaturas.
  • A Vazão é proporcional à rotação do acionamento, mesmo que a pressão de descarga altere a vazão permanece a mesma.
  • O Fluido é bombeado sem pulsações ou oscilações de pressão, onde não gera vibração na tubulação.
  •  Com ajuste axial do rotor, a bomba tem o poder de transferir produtos de baixas e altas viscosidades, observando a viscosidade máxima de 50.000 cPs.
  • É possível apenas inverter o sentido de rotação do motor, e a direção do fluido é alternada, permanecendo mesmo desempenho.
  • Com elevado  poder de sucção.
  • Tecnologia simples, onde encontra somente duas partes móveis (sendo as engrenagens interna e externa), e somente um ponto de  necessidade selagem, que é na região do eixo.
  • Baixo índice de manutenção: construção robusta para aplicações complexas,
  • Na caixa de rolamento é possível ajustar as folgas: onde um possível desgaste na parte frontal das engrenagens pode ser compensado ajustando-se a posição axial da engrenagem externa. Onde Isto garante um desempenho uniforme mesmo após longas horas de utilização.
  • Manutenção simples: que pode trazer a bomba a performance original apenas com regulagens de folga e pequenos reparos como troca de rolamento, selo mecânico e juntas, que podem ser realizados sem a necessidade de retirar a bomba, da tubulação e/ou do acionamento.
  • Tecnologia versátil que pode adequar a qualquer aplicação, que permite a composição de uma grande gama de materiais, de diferentes características.
  • Os bocais de sucção e descarga, podem ser montados em várias posições, e com a possibilidade de ser em rosca ou flange.
  • Materiais construtivos em ferro fundido nodular, aço carbono e/ou  aço inox 316, com opção de camisa de aquecimento na tampa e no suporte, na região do selo mecânico, válvula de alívio, vedações através de gaxetas ou selos mecânicos simples ou duplo.

Princípio de Funcionamento da Bomba de  Engrenagem Interna.

bomba de engrenagem interna é denominada como  bomba rotativa de deslocamento positivo, onde seu fluxo é gerado por duas engrenagens (Interna e Externa), onde uma engrenagem é interna à outra e são  separadas por uma meia-lua, que fica na região da tampa.

No momento que o eixo do motor acoplado ao eixo com o rotor, as engrenagens giram e o produto é transferido nas câmaras criadas entre as engrenagens e a meia-lua. Deste modo as engrenagens se juntam, e o líquido é pressionado para parte superior da bomba, fornecendo um satisfatório resultado de um fluxo constante e isento de pulsações, e uma grande vazão.